Pilotos de F1 disputarão campeonato on-line

Medida preencherá início do calendário, prejudicado pelo coronavírus

O cancelamento das corridas de Formula 1 por conta do coronavírus provocou novidades antes dificilmente imaginadas. Na falta de pilotos correndo em pistas reais, a organização decidiu fazer disputas on-line com o jogo F1 2019, produzido pela Codemasters. É uma forma de manter a atenção para a categoria, mesmo após os problemas causados pelo covid-19.

Por questão de segurança, cada participante pilotará de casa. A primeira data é o domingo (22/3), mesma data do GP do Barein. Os atletas da categoria principal do automobilismo estão escalados para participar das corridas. Nomes jovens como Max Verstappen e Lando Norris costumam correr em nos simuladores e participam de competições de esports.

Haverá convidados completando o grid. O desempenho dos carros será o mesmo, devido aos diferentes níveis de habilidade dos pilotos no game. Ajudas como o controle de tração e os freios ABS serão permitidas para os interessados.

Jogada de marketing

Até agora, já foram cancelados os GPs de abertura da temporada, na Austrália, e Mônaco, a primeira vez em 66 anos. As corridas em Barein, Vietnã, China, Índia, Holanda e Espanha devem ser disputadas ainda esse ano, mas em datas no segundo semestre.

O prejuízo financeiro é óbvio, mas a Fórmula 1 soube encontrar uma forma de manter uma  parte da visibilidade. Será uma tentativa de engajar a base de fãs e agradar patrocinadores. Pode ser também uma forma de atrair atenção para a F1 Esports Series. Resta esperar quais serão os resultados midiáticos da ação.