paiN conquista maior triunfo da sua história no CS:GO

Brasileiros derrotaram Team Liquid pela semifinal da DreamHack NA

Franco-atiradora na disputa da DreamHack Open NA, a paiN Gaming venceu a Team Liquid, na noite deste sábado (13/03/2021), por 2 mapas a 1 e está na final da competição em solo norte-americano. Com grande atuação de Rafael “saffee” e Rodrigo “biguzera” na série, os brasileiros fizeram 16 a 10 no próprio pick, Dust2, tomaram 16 a 4 no pick rival, Overpass, e finzalizaram o decider, Inferno, em 16 a 8.

Foi o primeiro triunfo de alguma line de CS da paiN contra um top 10 mundial. No ranking da HLTV, atualizado na última segunda-feira (08/03/2021), a Liquid ocupa a 6ª colocação enquanto a paiN está apenas em 38ª. Como atenuante para a derrota dos favoritos, o AWPer e In-Game Leader (IGL) Gabriel “FalleN” teve de atuar on-line da Polônia por ter tido problemas com o visto para os EUA. Com isso, o brazuca da Cavalaria teve de jogar com um ping alto e em desvantagem.

Apesar disso, a paiN demonstrou superioridade tática nos dois mapas que venceu e ainda bastante brilho individual de saffee com sua AWP e Biguzera com os rifles. O IGL dos brasileiros, PKL, ainda conseguiu segurar bombs em situações adversas e fazer chamadas precisas para guiá-los a uma vitória histórica.

Como a paiN evoluiu no CS?

A divisão de CS:GO da paiN começou em maio de 2011, conforme registro da Liquipedia.net. Desde então, grandes nomes nacionais do FPS, como os vencedores de Major Raphael “cogu” e Lincoln “fnx” passaram pela org. Ao fim de 2017, a paiN interrompeu suas atividades no CS:GO e só retomou em fevereiro de 2019 ao assinarem com a ex-Team Wild.

Atuando em solo nacional, o time capitaneado por Vinícios “PKL” venceu tudo o que podia em 2019 e, por esse motivo, decidiram se mudar para o Canadá em janeiro 2020. A pandemia do novo coronavírus dificultou o período de adaptação da equipe à nova casa, mas após tropeços e dificuldades, o time se encontrou e passou a varrer as divisões inferiores do CS gringo.

Jogadores da paiN comemoram vitória histórica (Foto: Divulgação)