Humble banana: Sony pede patente de tecnologia para usar fruta como controle

A Sony deu entrada, na última quinta-feira (04/03/2021), em um processo de patente inusitado e que pode revolucionar a indústria dos games. A gigante japonesa quer patentear uma tecnologia chamada de banana humilde (‘humble banana’, no original em inglês), com objetivo de simplificar periféricos para que qualquer objeto não-luminoso poder ser aproveitado pelo usuário para jogar um título. E, sim, isso incluiria uma banana.

O gamesindustry.biz deu mais detalhes sobre a tecnologia em questão e analisou o documento referente à aplicação de patente. Conforme o texto, “seria desejável que um usuário possa usar um dispositivo barato, simples e não eletrônico como um controle”. E a redação prossegue, exemplificando que poderia ser uma caneca, uma caneta, um copo ou, como os inventores frisaram na aplicação, bananas e laranjas (veja abaixo).

Foto: Reprodução

Como funciona a Humble Banana?

Segundo a Sony, a tecnologia funcionaria da seguinte maneira: uma câmera pegaria imagens dos itens que estivessem na mão do jogador e analisaria esse objeto com base em pixels, contornos e suas cores, quase como um reconhecimento por QR Code. Um jogo poderia ser programado com a capacidade de reconhecer esse item como um controle ou então informar ao jogador que tipos de objetos poderiam ser usados em vez do controle tradicional.

O documento prossegue para discutir maneiras que o movimento de uma banana em um espaço 3D poderia substituir um manche para jogos de aviação, por exemplo, ou como o jogo pausaria automaticamente caso a fruta saísse do campo de visão da câmera. Em um capítulo chamado “Controle com dois objetos”, fica claro que seria plausível, inclusive, usar duas bananas. As possibilidades parecem infinitas.

Foto: Reprodução