Como fazer um overclock básico no seu PC

Técnica simples pode melhorar desempenho em jogos

A técnica de overclock pode destravar o verdadeiro potencial de um PC Gamer e é menos complicada do que aparenta. Trazemos um tutorial para a aplicação básica e segura. Créditos à pcgamer.com.

O overclock não é difícil. Pelo menos não tanto quanto já foi e nem é tão misterioso como alguns cantos da internet o fazem acreditar. Você provavelmente não vai precisar nem abrir seu gabinete.

Existe uma boa chance de você já contar com tudo o que precisa para se iniciar nessa arte e extrair um pouco mais de hertz do seu setup gamer. Se tiver sorte, pode melhorar o desempenho da máquina o suficiente para adiar eventuais upgrades por alguns meses.

Dito isso, é bom deixar claro que da última geração de chips da AMD e Intel são construídos tão próximos de seus limites que é difícil extrair qualquer coisa a mais deles. Você pode seguir os passos abaixo, mas pode não haver nenhuma melhora significativa nos seus jogos.

Se voltar algumas gerações, porém, e as coisas ficam mais fáceis, com pelo menos uns 100 MHz esperando para serem destravados.

Divulgação

O que é Overclock ?

O desempenho do processador de um PC é definido de duas formas: design eficiente e clockspeed, a velocidade do clock. O design eficiente traduz o quanto o processador pode fazer a qualquer momento, já que é derivado da arquitetura do produto em si. O único jeito de evoluir esse aspecto é comprar um novo.

O segundo fator, o clockspeed – a frequência com que a CPU executa instruções, medidas em MegaHertz (MHz) e GigaHertz (GHz) – atrai mais a atenção dos entusiastas do overclock, pois pode ser ajustado além das especificações de fábrica.

Um clockspeed maior da CPU pode significar taxas de quadros mais rápidas em jogos onde a placa de vídeo não é o fator limitante. Esse tutorial se concentra no overclock da CPU, mas a também pode ser feita nas placas de vídeo.

Divulgação

Os riscos do Overclock

Aumentar o clockspeed e a voltagem da sua CPU também aumentam o calor gerado. Em geral, o recomendado é manter a CPU funcionando abaixo de 85 °C , de preferência bem abaixo disso.

Para tanto, é preciso de uma boa solução de ventilação para o PC e uma refrigeração potente, o que pode significar um cooler líquido para melhores resultados.

Permitir que seu processador fique muito quente vai obrigar a máquina a diminuir seu clockspeed para resfriar a temperatura, o que mataria todo o propósito de fazer o overclock. Além disso, pode causar danos ao PC.

Mesmo assim, um marinheiro de primeira viagem não precisa se assustar. Não é difícil monitorar as temperaturas do computador e, se o usuário for metódico nos procedimentos e fizer os testes necessários, o processador vai ficar bem.

Obviamente, fazer o overclock representa mais riscos do que deixar o PC como está, então é necessário analisar bem as próprias limitações.

Baixar CPU Overclocking - Microsoft Store pt-BR
Divulgação

O que é preciso para fazer overclock

Primeira coisa: uma CPU e uma placa-mãe que suportem o procedimento. Para Intel, procure pelas série “K” e use uma placa-mãe com chips da série “Z”.

Por exemplo, você pode ‘overclockar’ um Intel Core i7 9700K com uma placa Gigabyte Z390 Aorus Ultra. A série X da Intel também aguenta o overclock (i9-7900X, X299 etc).

Um detalhe importante: o Intel Turbo Boost melhora de forma dinâmica o clockspeed, mas isso não necessariamente significa que o seu processador está destravado para overclock manual, então não se engane pelas especificações “Turbo Speed” que podem aparecer no processador.

Todos os processadores AMD Ryzen estão habilitados para overclock.

A segunda coisa para o procedimento é: um cooler de qualidade. Como mencionado anteriormente, é imperativo manter o PC funcionando a temperaturas abaixo de 85 °C , então um cooler líquido ou um bom ventilador interno são necessários.

É importante também garantir que as pastilhas térmicas estejam devidamente instaladas. Se antes do overclock seu PC já apresentar problemas de aquecimento, tente desinstalar o seu cooler e recolocar ou substituir as pastilhas.

Divulgação

O básico do overclock

Os clockspeeds do sistema são visualizados por um único número, mas eles são o resultado de vários sistemas interligados que rodam a diferentes frequências e são derivados da multiplicação simples de algumas configurações do sistema.

O valor base de velocidade, também chamado de clock básico, de qualquer peça costuma ser de 100 MHz. Mas não se deixe enganar por esse valor modesto, pois esse número é apenas parte de uma fórmula que oferece diferentes taxas para uma grande variedade de subsistemas, como slots de PCIe e memória, que possuem seus próprios requisitos de velocidade.

Um clock básico de um sistema pode ser ajustado para melhorar o desempenho, mas não se deve começar o overclock por aí.

Muitos componentes de placas-mãe que dependem do clock básico não são tolerantes a melhorias e se tornam instáveis muito antes dos processadores atingirem o potencial máximo. A Intel também travou o suporte BCLK em CPUs modernas então, na maioria dos casos, qualquer coisa além de alguns MHz não terá efeito.

Comece mexendo no multiplicador de clock. Esse multiplicador é um número, geralmente entre 30x e 50x em um processador moderno, aplicado ao clock básico para determinar a velocidade máxima do processador.

Por exemplo, um clock básico de 100 MHz com um multiplicador de 43x significa que você está funcionando a 4,3 GHz. Esse número se refere apenas ao processador, então não afeta outras partes do sistema.

O potencial completo de uma CPU desbloqueada pode ser desvendado ao melhorar gradualmente a frequência de origem para algo entre 40x e 50x, resultando em uma velocidade ‘overclockada’ de 4 a 5 GHz.

Como os ajustes do multiplicador isolam o overclock para interferir apenas no processador, ele pode entregar mais velocidade do que ‘boosts’ no clock básico sem causar muitos problemas.

A técnica comum é aumentar o multiplicador de pouco em pouco, geralmente com incrementos de 1x por vez, e fazer testes de velocidade em cada etapa. Faça isso até o sistema ficar instável ou até a temperatura esquentar demais.

Quando isso acontecer, diminua um pouco o multiplicador até deixar o sistema estável novamente. Pronto: você acabou de encontrar um overclock básico máximo para a sua CPU. Cada máquina é diferente, então não existe padrão nesse caso.

Divulgação

Como mudar o meu multiplicador de clock?

É possível fazer um overclock usando o Extreme Tuning Utility da Intel ou o Ryzen Master da AMD. Existe uma abordagem mais direta também, acessando as configurações de BIOS ao apertar F2 ou Del durante a inicialização do computador.

Não se intimide: se algo der errado com a BIOS e o PC não iniciar, basta resetar a placa-mãe fisicamente. Sempre consulte as instruções originais, mas geralmente é preciso usar um atalho ou botão de Clear CMOS ou, em outros casos, remover a bateria CMOS por alguns minutos enquanto o sistema está desligado.

Overclock avançado

Enquanto a maior parte dos bônus de desempenho de um overclock do CPU podem ser notados com o ajuste simples do multiplicador de clocks, entusiastas mais experimentados dessa arte gostam de dar um passo além.

Eles ajustam a voltagem para algo entre 1,35 e 1,4 V para maximizar o resultado. Mas isso exige mais confiança, equipamento e técnica e é assunto para outro dia.