Barça vai competir no LoL e ingressar na liga da China

Blaugranas devem se aliar a uma das franqueadas do torneio asiático para explorar novos mercados

O site de notícias 2playbook.com informou, na última sexta-feira (05/03/2021), que o Barcelona vai explorar a parceria comercial com a Tencent, atual dona da Riot Games, e ingressar no cenário competitivo de League of Legends (LoL). Parte do acordo inicial envolvia a entrada do clube catalão no campeonato de LoL da China (LPL, na sigla em inglês), o mais forte do cenário competitivo global ao lado do da Coreia do Sul, e isso deve acontecer em 2021.

Ainda conforme o site, esse ingresso dos blaugranas se daria por meio de um cobranding com alguma das 17 organizações que já compõem o sistema de franquias da liga chinesa. Isso significaria que o Barça não “roubaria” a vaga de ninguém, apenas uniria sua marca a alguma equipe. A manobra permite que o clube se isente de pagar a taxa de 5 milhões de euros (R$ 33,9 milhões, na cotação atual) cobrada para interessados em comprar uma vaga na LPL.

Atualmente, os 17 integrantes da liga chinesa são: Bilibili Gaming; EDward Gaming; eStar; FunPlus Phoenix; Invictus Gaming; JD Gaming; LGD Gaming; LNG Esports; Oh My God; Rare Atom (ex-Vici); Rogue Warriors; Royal Never Give Up; Suning Gaming; Team WE; Top Esports; ThunderTalk Gaming (ex-Dominus); e Victory Five.

Por que o Barça quer entrar no LoL?

A LPL possui um forte apelo comercial. Atualmente, figuram entre os principais patrocinadores da liga a Mercedes-Benz, Nike, KFC e Intel, dentre outros. De acordo com o portal especializado Gamepedia, o torneio chinês ainda teve uma audiência de 56 milhões de visualizações de suas partidas em 2020, com mais de 8 milhões de horas consumidas.

Caso a entrada do Barça se concretize, seria a primeira grande empreitada de um clube de futebol no certame competitivo chinês, um dos mais rentáveis do planeta. O cenário do país comunista é o mais diverso e abrangente do mundo, mas só conta com organizações compostas quase que exclusivamente por investimentos nacionais. Portanto, a parceria também poderia significar uma abertura de mercado.

E empreitada do Barça, contudo, não seria inédita em termos de LoL internacional. No Brasil, Flamengo e Cruzeiro compõem atualmente o rol de franqueados da liga nacional. Na Europa, o Schalke 04, da Alemanha, possui uma vaga na elite competitiva do continente, apesar de estar em vias de vender sua vaga. No leste asiático, os franceses do PSG fizeram um cobranding com a Talon, de Hong Kong, para disputar o campeonato do Pacífico (PCS, na sigla em inglês).